63cbc em bonito ms

Gerenciando mudança no setor de revestimentos cerâmicos a partir de indicadores e ferramentas de qualidade

Patrick Henrique Gerente Industrial em uma indústria de revestimento cerâmico com experiência na área técnica e de produção de Porcelanato Técnico com mestrado em Ciência e Engenharia de Materiais, UNESC, MBA em Gestão Empresarial e MBA em Gestão Financeira, Controladoria e Auditoria pela FGVargas.

Patrick Henrique

Msc. Gerente industrial da Cerâmica Elizabeth, Paraíba.

Resumo

A palestra apresentará um caso de sucesso na implementação de ferramentas de gestão de qualidade, gerenciamento de manutenção e gestão de pessoas numa planta de porcelanato contribuiu para a maximização dos resultados industriais, econômicos, financeiros e estratégicos da unidade produtiva e serviu como Benchmark para replicação em outras unidades de negócio da corporação. Inúmeros programas de mudança bem-sucedidos decorrem de crises. Muitas empresas cometem o erro de concentrar a atenção gerencial e suas medidas no treinamento, criação de equipes e outras atividades que, pela lógica, devem produzir os resultados desejados no processo, mas pouco ou nada contribuem para o resultado financeiro da empresa. Para programas centrados em atividades, a opção por metas mensuráveis de aperfeiçoamento de desempenho a curto prazo, ainda que a campanha de mudança seja sustentada a longo prazo, se faz altamente eficaz. As mudanças são complicadas pelo fato de as organizações serem sistemas sociais cujos participantes possuem identidades, relacionamentos, comunidades, rotinas, emoções e poderes diferenciados. A resistência é parte do processo natural de adaptação à mudança, uma reação normal daqueles que têm um interesse natural em manter o atual estado das coisas e proteger-se de perdas. A estratégia começa com metas, que surgem naturalmente da missão da entidade. As metas, por sua vez, são influenciadas por uma percepção iterativa do ambiente externo e das capacidades internas da organização. As pessoas são a parte mais importante da implementação. Aproveitar sua energia e compromisso para a mudança estratégica é sempre o maior desafio da gerência